Instituto Raiar firma acordo para continuidade do programa de alfabetização em Sapucaia do Sul/RS

Acordo de cooperação, assinado nesta sexta-feira (04), prevê que o programa de ensino estruturado para a alfabetização das crianças seja mantido até o final de 2022

Da esq. para dir.: diretora-executiva do Instituto Raiar, Jaqueline Machado; prefeito de Sapucaia do Sul, Luis Rogério Link; e secretário municipal de Educação, Aristeu Ismailow; durante reunião nesta sexta-feira


Nesta sexta-feira (4), a prefeitura de Sapucaia do Sul assinou o acordo de cooperação para dar continuidade à parceria com o Instituto Raiar (que teve início em fevereiro com o lançamento do Pacto pela Alfabetização) por mais dois anos. A partir de agora, o programa de ensino estruturado – uma metodologia com evidências científicas para a alfabetização das crianças – será direcionado a todos os alunos do Pré II ao 2º ano da rede municipal.


O Instituto Raiar prevê um investimento de 2 milhões de reais, que deverá beneficiar mais de 4,5 mil crianças. Para o prefeito de Sapucaia, Luis Rogério Link, a renovação da parceria permitirá que a educação continue avançando de forma consistente nos próximos dois anos. “Esse projeto é um dos mais importantes que eu conheci nos meus quatro anos de governo. Estamos pensando no futuro das crianças, pois a alfabetização no primeiro ano do ensino fundamental diminui a evasão nos períodos seguintes, uma vez que as crianças estarão conseguindo ler e isso estimula a continuidade do estudo”, explica Link.


O secretário de Educação do município, Aristeu Ismailow, ressalta a relevância da iniciativa, especialmente a partir do próximo ano, quando a pandemia deverá, pouco a pouco, ceder espaço para o retorno à rotina. “Estamos atravessando uma pandemia que escancarou as diferenças entre o ensino público e o ensino privado do país. Portanto, investir na educação municipal e especialmente na alfabetização das crianças nos anos iniciais é um investimento para o futuro de Sapucaia do Sul e, neste sentido, agradeço a parceria com o Instituto Raiar.”


Pacto pela Alfabetização


Iniciado semanas antes do fechamento das escolas no Rio Grande do Sul (e em diversas partes do mundo), o Pacto pela Alfabetização colocou a educação como uma prioridade no município gaúcho – e estabeleceu que todas as crianças da rede municipal de Sapucaia fossem alfabetizadas ao final do 1º ano.


O suporte do Instituto Alfa e Beto, que oferta a metodologia de ensino estruturado; e do Instituto Raiar, que financia os programas e realiza modelagem de gestão e engajamento social entre a comunidade escolar, aliado ao trabalho dos professores da rede e das famílias fez com que muitas crianças avançassem mesmo em um contexto de ensino remoto. Ainda assim, é inegável que o distanciamento afetou significativamente o desenvolvimento dos alunos, especialmente daqueles com dificuldade de acesso à internet.


“O contexto educacional das crianças que estudam na rede pública brasileira já é muito desafiador na maior parte das cidades, com baixíssimos indicadores de aprendizagem e altos índices de repetência e evasão escolar. Isso compromete não só o futuro das crianças, mas do país como um todo. O cenário pós-pandemia será ainda mais desafiador e exigirá um esforço coletivo para mudança desse contexto”, explica Jaqueline Machado, diretora-executiva do Instituto Raiar. “Considerando isso, é desejável que os municípios tenham um plano estruturado para recuperação de suas crianças, assim como Sapucaia do Sul está fazendo com apoio do Instituto Alfa e Beto e do Instituto Raiar. Nos próximos dias, iniciaremos o diálogo com o novo gestor municipal para a continuidade desse plano de trabalho que busca fortalecer a parceria entre o poder público e a sociedade civil para potencialização de políticas públicas que gerem benefícios para a comunidade.”


314 visualizações

Posts recentes

Ver tudo