top of page

Escola de Santa Maria promove engajamento das famílias para potencializar os resultados do Pacto

O encontro, que ocorreu na quinta-feira (16), foi na Escola Classe 116 (EC 116) e reuniu a comunidade escolar da instituição.


Na quinta-feira (16), a comunidade escolar da Escola Classe 116 (EC 116) de Santa Maria/DF se reuniu para a entrega dos materiais do Pacto pela Alfabetização aos alunos das turmas do primeiro e segundo ano. Além disso, um dos principais objetivos do encontro é promover a participação das famílias no processo de aprendizagem das crianças-é uma premissa importante do Pacto. Este encontro acontece nas mais de 200 escolas participantes, em 5 municípios


Para a supervisora pedagógica da instituição, Daiana Maria Tiago, a expectativa é que o ensino dos alunos seja mais eficaz e fluido, com os novos recursos pesagógicos. “Os conteúdos estão muito mais bonitos e lúdicos. Esperamos que com isso os alunos desenvolvam suas aprendizagens de maneira mais concreta”, conta Daiana.


Materiais didáticos


Os materiais didáticos, entregues na reunião de pais no EC 116, são parte das ações estratégicas do Pacto pela Alfabetização - uma iniciativa do Instituto Raiar em parceria com o Instituto Edube que tem como objetivo promover a alfabetização das crianças no 1º ano e consolidar no 2º ano do ensino fundamental.


A partir disso, todas as atividades e conteúdos disponibilizados nesses materiais foram pensados e produzidos baseados em evidências cientificamente comprovadas e atualizadas.





Famílias atuantes na alfabetização


A presença das famílias na educação das crianças virou algo ainda mais importante durante a pandemia da Covid-19, quando o ensino remoto se tornou a opção mais viável para evitar o contágio do vírus nos espaços escolares.


Inclusive, um dos aspectos mais importantes que o Pacto defende é o papel da família na alfabetização das crianças. Essa ideia vem do artigo 3º da própria Política Nacional de Alfabetização (PNA), a qual o projeto está alinhado.


“Como o Pacto foi implementado em 2021 na nossa escola, os pais já entendem essa questão. Eles sabem que a participação deles é essencial para que seus filhos possam ser alfabetizados na idade certa e parecem gostar de ajudar nas atividades”, conta Daiana.




17 visualizações
bottom of page