top of page

Escola de Uberlândia tem turma com mais de 96% de crianças alfabetizadas

A instituição aderiu ao Pacto pela Alfabetização em dezembro de 2021. Ao final de 2022, uma das turmas alcançou mais de 96% das crianças alfabetizadas



Em setembro de 2022, foram divulgados os resultados do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) e do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) referentes a 2021. Como já esperado, em razão da pandemia da covid-19, os números indicam uma piora em todas as etapas do ensino nas escolas brasileiras, especialmente na fase de alfabetização das crianças.


No município de Uberlândia, em Minas Gerais, os impactos desse retrocesso podem ser vistos também em dados a nível municipal. Um estudo realizado no final de 2021 mostrou que 94% das crianças de 1º ano não estavam alfabetizadas no 1º ano. Na busca por superar esses obstáculos, naquele mesmo ano, o município aderiu ao Pacto pela Alfabetização. Em um ano de implantação, o objetivo principal do Pacto, que é alfabetizar as crianças até o final do 1º ano do ensino fundamental, já está sendo cumprido com sucesso. É o caso da Escola Municipal Iracy Andrade Junqueira.


Resultados notáveis

Os testes aplicados para mensurar os indicadores de aprendizagem tiveram resultados consistentes nas turmas de 1º ano da instituição, chegando a 96,3% de crianças alfabetizadas. A diretora da escola, Kellen Menezes Dias, ressalta que o desempenho se deve muito à metodologia do Pacto que, entre outros aspectos, valoriza e contribui para a qualificação do corpo docente.


“Tem sido um trabalho de equipe. Nossa escola já tinha bons rendimentos. Agora, com o Pacto, vimos que é possível fortalecer esse trabalho adotando uma política de rede”, conta.


O apoio dos materiais e da metodologia do Pacto foram importantes para a construção de um ensino efetivo na E.M. Iracy Andrade Junqueira. E Kellen afirma que, a partir do momento em que os resultados começaram a ser visíveis, a comunidade escolar entendeu a importância do projeto. “Foi possível ver que a contribuição do Pacto na alfabetização das crianças gera resultados muito positivos. Isso animou a todos”, explica.


Ao todo, 55% das crianças do 1º ano do ensino fundamental de Uberlândia foram alfabetizadas por meio do Pacto. Nos alunos do 2º ano, esse percentual chegou a 72% e no 3º ano foi de 79%.


"O resultado da rede municipal de Uberlândia está muito acima da média brasileira e isso é importante não só para a cidade, mas também para o país, que passa a ter bons modelos a serem seguidos", afirma Jaqueline Machado, diretora-executiva do Instituto Raiar.


Benefícios do Pacto

A estrutura do Pacto pela Alfabetização é um dos principais fatores que influenciaram a adesão da diretora Kellen, pois a iniciativa une todas as instâncias que têm alguma responsabilidade pela educação: prefeitura, professores, pais e responsáveis e demais membros da comunidade de Uberlândia.


Outra vantagem, segundo a diretora, é a capacidade de mensuração de resultados de cada aluno, cada turma e cada escola, que o Pacto possibilita de forma regular. “Conseguimos ensinar os alunos e, depois, executamos um diagnóstico de desempenhos deles. Para mim, esse é um dos maiores benefícios que o Pacto proporciona”, diz a diretora.


Dessa forma, lembra ela, é possível identificar eventuais lacunas de aprendizagem e implementar medidas de correção de rota, sempre que necessário. E o principal: com todos avançando juntos, nenhuma criança fica para trás.



10 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page