Em Canoas/RS, aluno sem internet aprende com materiais e programa do Pacto na TV

Mesmo sem assistir às aulas remotas, o aluno Caio, de 6 anos, manteve rotina de estudos e se desenvolveu com apoio da família e da escola



Sem acesso à internet, milhares de crianças brasileiras perderam o vínculo com a escola desde o início da pandemia. Por isso, as redes municipais parceiras do Pacto pela Alfabetização buscam contato com os pais a fim de alcançar as crianças que se distanciaram das atividades escolares.


O aluno Caio, de seis anos, é um exemplo: ele iniciou o ano letivo sem muito contato com a escola onde está matriculado no 1º ano, a Emef Monteiro Lobato, de Canoas, no Rio Grande do Sul. Logo, a professora Larissa Zoch Larrossa estabeleceu contato com a mãe, Brenda Eduarda Martins Ferreira, pelo Whatsapp.


Foi por esse canal que a professora orientou a família a retirar os materiais didáticos do Pacto na escola e a acompanhar as aulas do Programa Alfa e Beto na TV, que é uma iniciativa do Pacto pela Alfabetização.


Assistindo às aulas na TV e fazendo as atividades dos materiais, Caio avançou no processo de alfabetização – e aprendeu tanto que, ao voltar para a escola, há poucas semanas, já conseguia reconhecer alguns fonemas e compreender pequenos textos dos exercícios que a professora aplicou.


“Acredito que houve um conjunto de fatores que possibilitaram que o Caio obtivesse êxito. A parceria da prefeitura de Canoas com o Instituto Alfa e Beto [por meio do Pacto] possibilitou que os alunos sem acesso à internet tivessem um material didático de qualidade, além das aulas disponíveis em canal aberto da TV”, explica Larissa. “E claro que tudo isso aconteceu através do comprometimento da família.”

A família, aliás, está orgulhosa do menino, que acordava cedo todos os dias para a rotina de estudos. “Ele é muito curioso, gostar de ler, de fazer continhas de mais e de menos e ajuda meu irmão de nove anos que está no 3º ano a fazer as atividades da escola”, conta a mãe.


Logo que as escolas de Canoas reabriram os portões, Caio e muitos outros alunos puderam retornar às aulas presenciais, que representam o espaço ideal para o aprendizado.


Em contato direto com a professora Larissa e todo o corpo técnico da rede municipal de Canoas, ele poderá recuperar o que não aprendeu e trilhar uma trajetória escolar de sucesso. “Vou oportunizar novas aprendizagens, novos desafios, desenvolvendo as habilidades necessárias para que ele consiga alcançar todos os objetivos do ano letivo”, diz Larissa.


O Pacto pela Alfabetização, por meio do Instituto Raiar, acredita e apoia a trajetória do Caio e de todos os outros alunos que, em sala de aula, terão condições de se desenvolver e alcançar um futuro de oportunidades graças à alfabetização.


81 visualizações

Posts recentes

Ver tudo